Ano-Novo, momento de paz

Todo aquele que habita o planeta, seja qual for sua cor ou sua raça, seja qual for sua religião, seja qual for a sua ideia política ou a classe social a que pertença, somos todos irmãos / GB Imagem

Quase todos os povos iniciam o ano no dia 1º de janeiro, dia em que as pessoas se auguram votos de felicidade, de harmonia, de paz e de saúde.

Não são apenas os familiares e amigos que devem ser abrangidos por esse sentimento de fraternidade. A ideia que inspirou a consagração desse dia é, antes de tudo, uma ideia que se estende a todos os povos. Isto é, não é apenas meu irmão aquele que nasceu, como eu, de meu pai e de minha mãe, nem também aquele com quem tenho relações de amizade e parentesco.

Meu irmão é todo aquele que habita o planeta, seja qual for sua cor ou sua raça, seja qual for sua religião, seja qual for a sua ideia política ou a classe social a que pertença.

Qualquer tipo de violência em qualquer parte do mundo é uma violência contra a minha pessoa.

Se este pensamento norteasse a vida de todos os seres humanos, outras seriam as características de nosso planeta.

O progresso dos meios de comunicação traz até nós todas as particularidades vividas pelos povos. E como podemos ficar indiferentes quando sabemos que há crianças passando fome, homens se matando em guerras ou revoluções, populações sendo destruídas pela seca ou pelas enchentes, mulheres morrendo ao dar à luz seus filhos por falta de cuidados médicos, menores abandonados e pessoas escravizadas por trabalhos árduos e insalubres ou pela ignorância e falta de Educação?

Para constatar o sofrimento de nosso irmão, basta olhar ao redor.

Leia Também

Controle o açúcar em sua dieta

O seu corpo reflete o que você come. Esta é a primeira regra a ser …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *