Ministério Público dá de cara com gabinetes fechados em Araruama

Doze dias após terem ido à sede do Poder Legislativo para se informarem sobre a lotação de servidores da Prefeitura cedidos à Casa, agentes do Grupo de Apoio aos Promotores (GAP), do Ministério Público voltaram à Câmara de Araruama e depararam com os gabinetes dos vereadores fechados. Isso ocorreu na manhã da última terça-feira (17), mesma data em que o presidente Carlos Alberto Siqueira da Silva, o Russo, decidiu pedir mais 30 dias e licença sem vencimento. Como gestor da Câmara cabe ao presidente assinar os ofícios requerendo a disponibilidade de funcionários e das portarias de nomeação dos assessores dos vereadores.  A estimativa é de que a Casa teria cerca de 65 cedidos e quase 100 pessoas na folha de pagamento. O que o MP quer saber é quem é quem e onde estão lotados.

 

Leia Também

As inscrições para concurso público de Maricá abrem nesta quinta

Os candidatos interessados em participar do concurso público oferecido pela Prefeitura de Maricá devem ficar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *