Polícia prende por fraude ex-prefeito e vereador de Silva Jardim

O ex-prefeito de Silva Jardim, município da Região dos Lagos, Wanderson Gimenes Alexandre, foi preso na manhã desta sexta-feira (30), em operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Também foi preso o presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Roni Pereira da Silva. Eles são acusados de integrar esquema de arrecadação de vantagens ilícitas.

A organização criminosa mantinha o esquema a partir da solicitação de valores hipotéticos a empresários, segundo o MP. Em troca, o então prefeito oferecia contratos com o município que, por sua vez, eram firmados por meio de fraudes em processos de licitação.

Eleito este ano deputado estadual pelo Solidasriedade (SD), Wanderson Gimenes Alexandre tem a posse marcada na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para janeiro de 2019. Ele havia se afastado do cargo para disputar a eleição.

Ao todo, a polícia cumpriu quatro mandados de prisão preventiva nesta sexta-feira. Também são alvos da operação Cláudio Renato Rocha da Silva, que ocupava a função de assessor-chefe do gabinete do então prefeito, e Jorge Luiz Araújo, nomeado por Wanderson Gimenes como membro da equipe de apoio e substituto eventual do pregoeiro da Comissão Geral de Licitações da cidade.

Leia Também

Enel deixa prefeitura de Silva Jardim no escuro

Pela segunda vez em pouco mais de dois anos, prédios públicos de Silva Jardim têm …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *