“Roque Santeiro”, uma novela que vale a pena ver de novo

Lima Duarte e Regina Duarte viveram em “Roque Santeiro” os personagens Sinhozinho Malta e Viúva Porcina, respectivamente. Com certeza os papéis mais importantes da carreira artística da dupla / Arquivo GB Imagem

“Roque Santeiro” é considerada uma das grandes obras de Dias Gomes. Os personagens de Lima Duarte e Regina Duarte ainda são lembrados nas ruas 30 anos depois de sua exibição. A trama que tinha como destaque a fogosa Viúva Porcina (Regina Duarte) e Sinhozinho Malta (Lima Duarte) foi ao ar de 24 de junho de 1985 a 22 de fevereiro de 1986, com 209 capítulos. Devido ao enorme sucesso que a novela alcançou, chegando aos incríveis 98 pontos no Ibope, “Roque Santeiro” foi reprisada duas vezes na tela da Globo, a primeira em 1991 na “Sessão Aventura” e a segunda em 2000, no “Vale a Pena Ver de Novo”. E para a alegria dos fãs, a saga da Viúva Porcina e Sinhozinho Malta foi exibida também no canal pago Viva.

A história de “Roque Santeiro” se passava na cidade fictícia de Asa Branca, em algum lugar que reúne características e personagens de diversas regiões do Brasil. Há 17 anos, o coroinha Luiz Roque Duarte (José Wilker), conhecido como Roque Santeiro por sua habilidade em modelar santos, morreu logo depois do casamento com a misteriosa Porcina, ao se defrontar com capangas do bandido Navalhada (Oswaldo Loureiro). Santificado pelo povo, que lhe atribuía milagres, tornou-se um mito e fez prosperar a cidade ao redor da sua história de heroísmo. Só que Roque não estava morto e volta à cidade, ameaçando por um fim ao mito. Sua presença levou ao desespero o Padre Hipólito (Paulo Gracindo), o prefeito Florindo Abelha (Ary Fontoura) e o comerciante Zé das Medalhas (Armando Bogus), principal explorador do santo. Mas o maior prejudicado foi Sinhozinho Malta, o todo-poderoso fazendeiro do lugar, que viu ameaçado o seu romance com a “viúva” Porcina, que nunca foi casada com Roque e sempre viveu à sombra de uma mentira articulada por Malta. Mentira institucionalizada para fortalecer o mito e tirar vantagens pessoais.

“Roque Santeiro” é uma novela que com certeza, vale a pena ver de novo!

Leia Também

“Show de Calouros” marcou uma geração

O programa comandado por Silvio Santos no final das noites de domingo por muitos anos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *