TSE NEGA RECURSO DO EX-PREFEITO DE ARARUAMA

Candidato derrotado tentou impugnar mandato de atual prefeita

A pretensão do ex-prefeito de Araruama Miguel Jeovani (foto), candidato derrotado nas eleições de 2016, voltar ao poder é mínima, senão zero. Em agosto deste ano, ele teve negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o Recurso Especial no qual postulava o indeferimento da candidatura de Lívia Soares Bello da Silva, a Lívia de Chiquinho, atual prefeita do município.

Jeovani por meio da Coligação “Araruama cada vez mais forte”, alegou que Lívia venceu o pleito por meio de fraude eleitoral e abuso do poder econômico e requereu a impugnação do mandato eletivo de sua adversária.

O ex-prefeito obteve vitória parcial no juízo da 92ª Zona Eleitoral (Araruama). Na ação também pediu a suspensão dos direitos políticos de Lívia.

O imbróglio foi parar no TRE que não só acolheu o pedido de Lívia, como também reformou a decisão do julgamento da 92ª zona eleitoral por 7 a 0. Inconformado, Jeovani apelou dessa vez para o TSE na tentativa de anular a decisão do TRE. O Recurso Especial eleitoral ocorre quando uma das partes questiona se a decisão do tribunal foi proferida de forma correta.

Como o recurso foi negado pelo TSE não há mais como questionar o mandato da atual prefeita referente as eleições de 2016

Leia Também

Laudo vai determinar se turista catarinense sofreu violência sexual em Arraial

O Portal dos Procurados do Disque-Denúncia divulgou nesta quinta-feira (22) cartaz com o título Quem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *