Casimiro de Abreu: Por trabalhar de forma correta controlador do município estaria correndo risco de perder o cargo

Não será surpresa se o prefeito de Casimiro de Abreu, Ramon Gidalte, exonerar, ainda nesta semana o controlador Marcus André Guerra Magalhães. De acordo com uma fonte ligada ao governo, a possível saída não se daria por qualquer irregularidade nos despachos de Marcus, mas por causa da marcação cerrada que ele estaria fazendo, passando o pente fino em tudo.

Segundo a fonte, as exigências legais do controlador estariam incomodando muitos “amigos” do governo. As reclamações são de que o jeito certo de trabalhar de Marcus é que estaria desagradando.

Ainda segundo a fonte, alguns atos praticados pela gestão de Ramon estariam tirando o sono de muita gente. Um deles seria uma licitação para compra de materiais didáticos, um despesa no total de R$ 2,8 milhões. Na lista dos “atos problemas” estão também o contrato da ornamentação natalina e a adesão de uma ata de registros de preços para aquisição de tablets.

*O espaço está aberto para manifestação da Prefeitura de Casimiro de Abreu.

Artigo anteriorRessaca de Natal em Casimiro de Abreu: Com medo do MP prefeito retém pagamento da empresa que alugou guarda-chuvas a R$ 201
Próximo artigoCuidado para não exagerar na busca do corpo perfeito