MP dá prazo de 10 dias ao prefeito de Casimiro de Abreu para exonerar irmãos e cunhada de vereador

0
7

O prefeito de Casimiro de Abreu, Ramon Gidalte, recebeu do Ministério Público prazo de dez dias para exonerar três parentes de um membro de sua base de apoio na Câmara Municipal. Por não ser uma decisão da Justiça, caberá ao prefeito decidir se cumpre ou não recomendação do MP, mas caso opte pela manutenção dos nomeados nos cargos Ramon poderá ser acionado judicialmente em ação civil pública de improbidade administrativa.

De acordo com o que foi apurado pela 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva (Núcleo Macaé), Ramon nomeou em cargos de confiança na Prefeitura Valnice da Rocha Izidoro e Walbert da Rocha Izidoro, irmãos do vereador Leonardo da Rocha Izidoro, além de Laís Daudt Pinto Coelho, cunhada do parlamentar.

“A nomeação de parentes de vereadores fere de morte os princípios da impessoalidade e da moralidade, e, ainda, o princípio da separação de poderes, pois gera grave risco de comprometimento do trabalho fiscalizador do Poder Legislativo, na medida em que há parente nomeado para cargos comissionados e de chefia no Poder Executivo fiscalizado”, diz um trecho da recomendação.

*O espaço está aberto para manifestação dos citados na matéria.