Sellix rodape

Depilação caseira em época de quarentena

Por Cezar Guedes em 25/04/2020 às 22:16:48
Depilação em casa necessita de cuidados extras, principalmente se a opção for usar ceras. Bom é evitar as ceras quentes porque podem causar queimaduras

Depilação em casa necessita de cuidados extras, principalmente se a opção for usar ceras. Bom é evitar as ceras quentes porque podem causar queimaduras

O isolamento social segue na maioria das cidades, afinal, o importante agora é nos manter seguros para proteger aqueles que mais amamos, como nossos pais e avós. Mas se o isolamento social ainda se faz necessário, os cuidados com o corpo e com a mente não devem ser negligenciados, pois eles são também fundamentais para que possamos enfrentar esses dias que vivemos de maneira mais leve e prazerosa com o nosso corpo.

As unhas crescem, assim como os cabelos e os pelos do corpo. Quando o assunto é depilação caseira, geralmente existem dúvidas. Será que dá para usar a cera de forma eficiente e sem riscos?

Especialistas no assunto explicam que é melhor não tentar a depilação com cera quente, principalmente se a ideia é fazer a cera em casa, ou mesmo usar cera pronta. É muito comum encontrarmos "receitas" de cera para fazer em casa, mas lembre-se que nem sempre as tais receitas são confiáveis.

O risco de ferimentos na hora de remover a cera é muito alto porque não se trata simplesmente de puxar, tem uma técnica para se fazer isso. Além disso, é muito fácil errar o ponto certo da temperatura da cera e daí acontecem as queimaduras. Melhor não usar cera quente. E o mesmo vale para a cera fria, pois também a fria precisa saber o jeito certo de puxar.

Bom, melhor é usar o bom senso, lembrar-se que esta fase é passageira e recorrer a um método mais simples, a velha e conhecida lâmina.

A lâmina pode ser usada para uma depilação superficial, porém deve ser evitada por quem tem pelos encravados. Também não é o melhor método para depilar as áreas mais sensíveis do corpo, como a virilha, por exemplo. Para amenizar os possíveis desconfortos, recomendamos usar lâminas novas e de boa qualidade e descartá-las após o uso. Jamais usar lâminas que ficaram expostas no banheiro, pois pode enferrujar ou haver contaminação por fungos, já que estes gostam de locais úmidos. Uma dica legal é fazer esfoliação da pele antes de remover os pelos com aparelho.

Atenção ao tipo de produto, adequado ao tipo de pele, e sem recorrer a receitas mirabolantes da Internet. Faça movimentos circulares, massageando a cútis para eliminar as células mortas e retirar a camada danificada da superfície. Esse cuidado ajuda a reduzir os pelos encravados e faz a depilação durar um pouco mais.

E os cremes depilatórios, são boas opções para esse período?

Por se tratar de um produto químico, não se recomenda o uso do creme depilatório com frequência, mas pode ser usado eventualmente, contanto que sejam tomadas algumas precauções. É essencial fazer o teste em uma pequena área da pele antes de aplicar o creme em uma fração maior pelo corpo. Se notar alguma irritação, não use o produto. Escolha um creme indicado para o seu tipo de pele e para a área que quer depilar, ou seja, se a indicação é para o corpo, por exemplo, não o utilize em áreas mais delicadas, como a face. Leia o rótulo e siga rigorosamente todas as instruções do fabricante.

Descolorir é uma opção, mas apesar de ser comum, o hábito de expor-se ao sol com o produto na pele não é indicado, pois pode causar manchas. Mesmo dentro de casa é preciso ter cuidado ao optar pelo método. O principal deles é hidratar bem a pele dias antes do procedimento e também no dia em questão, momentos antes da aplicação do produto. A água oxigenada deve ter valor entre 10 a 20 volumes e não permaneça com o produto no corpo mais do que o tempo estipulado na embalagem. A descoloração também não é recomendada para crianças, adolescentes ou para quem costuma ter alergias ou problemas respiratórios. Faça também o teste em uma área pequena da pele, assim como o recomendado para o uso do creme depilatório.

Lapec

Comentários

Otica lider