Sellix rodape

Estâncias Climáticas Paulistas, lugares interessantes para conhecer pós-pandemia

Por Cezar Guedes em 01/05/2020 às 22:28:01
Em Atibaia, vale a pena conhecer a Pedra Grande, principal ponto turístico da cidade e região. Ótimo para quem está em busca de aventuras / Henrique Branco

Em Atibaia, vale a pena conhecer a Pedra Grande, principal ponto turístico da cidade e região. Ótimo para quem está em busca de aventuras / Henrique Branco

Este seria o período ideal para conhecer as Estâncias Climáticas Paulistas, mas com as medidas e prevenção e combate ao coronavírus essa possibilidade é uma missão impossível! Mas, mesmo sem poder sair de casa, você pode conhecer um pouco mais desses "refúgios".

Recebem o título de estâncias climáticas as cidades com temperaturas amenas e que possuem atrativos naturais, como montanhas, cachoeiras e muita área verde. Geralmente as Estâncias Climáticas permitem também a prática de inúmeros esportes de aventura.

Quem passa pela cidade de Bragança Paulista não pode deixar de apreciar e levar sua tradicional linguiça, em variadas versões. A receita original, à base de pernil de porco, vinho e especiarias, tem mais de 100 anos. É de comer e lamber os beiços.

Com uma área de 60 mil metros quadrados, o Parque Prainha da cidade de Caconde transformou-se no ponto de encontro de moradores e visitantes. Possui área de lazer com quiosques e churrasqueiras, camping, prainha e rampa de embarque e desembarque para equipamentos náuticos.

Não dá para falar de Atibaia sem citar a Pedra Grande. Principal ponto turístico da cidade e região, o local é frequentado por pesquisadores e turistas de todas as idades, principalmente por jovens em busca de aventuras. Devido aos seus efeitos terapêuticos, a Pedra Grande é comparada aos grandes santuários que se espalham pelo mundo: Machu Pichu e Ollantaytambo, no Peru, Grand Canyon e Mount Shasta, na Califórnia, Sedona, no Arizona, Haleakala, no Havaí, e as pirâmides do Egito.

Talvez uma das cidades turísticas mais conhecidas do Estado de São Paulo seja Campos do Jordão, ainda mais agora que o inverno está se aproximando. Campos do Jordão é a "Capital do Inverno" no Estado. Uma ótima pedida é visitar o badalado centro do bairro de Capivari; com seus inúmeros bares, restaurantes, minishoppings, entre outras opções, faz ferver os dias de frio na Mantiqueira. Os restaurantes oferecem uma gastronomia de alto nível aos visitantes. Com frequência, são oferecidos os Roteiros Gastronômicos, nos quais os chefs criam pratos valorizando os produtos típicos da região, como o pinhão, a truta e o chocolate. Simplesmente imperdível! A Estrada de Ferro Campos do Jordão, uma das atrações turísticas que a Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos vem trabalhando com bastante ênfase, faz história há quase um século, cortando a Serra da Mantiqueira.

Imperdível também é conhecer os Ipês de Campos Novos Paulista. Graças ao clima de qualidade, a cidade possui vegetação variada. Os ipês de todas as cores surgem na paisagem, seja dentro da cidade ou em suas imediações. Com certeza, por lá você vai fazer belas fotografias.

Um dos principais pontos turísticos da Estância Climática de Morungaba é o Cruzeiro, localizado no cume de um dos morros da Serra das Cabras. Por lá o turista pode apreciar a imagem do Cristo Crucificado, com cerca de cinco metros de altura, e as figuras da Mãe Dolorosa e São João Evangelista.

Em Nuporanga, o destaque fica por conta da Igreja do Divino Espírito Santo que encanta pela sua simplicidade. A praça onde ela foi construída conta com arborização deslumbrante e alamedas bem traçadas, bem típicas de cidadezinhas do interior.

Em Santo Antônio do Pinhal, com 1634m de altitude, o Pico do Agudo é considerado um dos melhores pontos de voo livre do Brasil. Possibilita sobrevoar a Serra da Mantiqueira, o Vale do Paraíba e o Complexo da Pedra do Baú. Muitos turistas sobem até o pico somente para apreciar a bela paisagem.

Localizado em São Bento do Sapucaí, o Complexo da Pedra do Baú impressiona com seus 1950m de altitude e paredes de até 400m. O Bauzinho possui 1760m e a Ana Chata conta com 1670m. O complexo é um dos principais pontos de escalada esportiva do Brasil.

Cunha é um município situado ao leste de São Paulo e fundado em 1858. O local possui cerca de 23 mil habitantes e é o maior produtor de pinhão do Estado. A cidade obtém renome internacional por sua excepcional produção artística. Estima-se que haja aproximadamente 16 ateliês e cerca de 130 artistas locais. Parte deles expõe suas obras e artes na Casa do Artesão.

E por último, mas não menos importante no roteiro das Estâncias Climáticas Paulistas, está a cidade de Santa Rita do Passa Quatro, com destaque para o Deserto do Alemão. Situado no Recreio dos Bandeirantes, o Deserto do Alemão é uma formação natural provocada por uma grande erosão, com depósitos de água doce e dunas. A área oferece local para churrasco, com quiosques e banheiros, e atrai jipeiros, gaioleiros e praticantes de motocross para a estância.

Gostou do roteiro? Então planeje seu roteiro e passeie bastante assim que a pandemia passar e você poder rodar livremente, sem preocupações pelo Brasil. Ideal é você fazer o circuito de carro, passando e parando pelas cidades e aproveitando o que elas têm de melhor, ou mesmo, escolher uma e passar um belo e inesquecível final de semana.

Lapec

Comentários

Otica lider