Sellix rodape

Parente de morto por covid-19 denuncia negligência na rede de Saúde de Silva Jardim

A cidade registra seis casos e três óbitos

Por Cezar Guedes em 04/05/2020 às 14:29:50

Com três mortes por covid-19 confirmadas pelo boletim epidemiológico divulgado neste domingo (3) pelaa Secretaria Estadual de Saúde, Silva Jardim, pequeno município do estado do Rio de Janeiro, apresenta o maior índice de letalidade, chegando a 50%.

O boletim revela a confirmação de seis casos, com três fatais, uma realidade atribuída por parentes dos mortos a precariedade do atendimento prestado pela rede municipal de Saúde, cujo setor é comandando desde de janeiro deste ano pela secretária Josiane Ferreira do Espírito Santo, testada positivo para coronavírus.

Morador da cidade, Edson Martins está revoltado com a morte do pai, Fernando Martins. Segundo ele, mesmo apresentando os sintomas da covid-19 Josiane continuou trabalhando, o que, segundo ele, pode ter contribuído para possíveis contaminações. A secretária nega. Diga que se afastou do trabalho assim que os sintomas apareceram.

Das três mortes verificadas na cidade suas ocorreram numa mesma família. Cíntia Rosa, de 54 anos e sobrinho Jeferson Barbosa morreram na semana passada. Já Fernando morreu um dia depois de ter sido atendido na UPA da cidade e mandado de volta para casa. "Mandaram o meu pai de volta dizendo que ele não tinha nada. Fiz o exame particular e deu positivo", disse Jeferson a uma TVweb local.

Lapec

Comentários

Otica lider