Pesquisa aponta indefinição no cenário político do estado

0
10

General Mourão, Eduardo Pães, Marcelo Freixo, governador Cláudio Castro, Rodrigo Neves… Esses poderão ser os candidatos concorrentes nas próximas eleições para governador do estado. Mas se o pleito de outubro fosse hoje, todos perderiam para votos brancos, nulos e eleitores indecisos.

É o que aponta recente pesquisa do Instituto Gerp, publicada nesta semana. Em meio à pandemia de Covid, os 1.200 entrevistados fluminenses mostraram pouco interesse sobre o pleito de outubro de 2022.

Tanto que 76% responderam que “não têm conversado sobre eleições com amigos ou parentes”; 24% disseram que conversam. Da mesma forma, poucos foram que apontaram um candidato específico quando perguntados espontaneamente: 2% (Freixo); 2% (Castro); 1% (Mourão); 1% (Neves); 1% (Paes) e outros candidatos, 35%.

Em um cenário sem Mourão e Eduardo Paes, Marcelo Freixo pula na frente com 17%, seguido do ex-prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (12%); Cláudio Castro (11%; Renata Souza (3%), Felipe Santa Cruz (2%) e Paulo Ganine (1%). No entanto, 33% dos candidatos disseram que não votariam em “nenhum deles”; 18% não sabem/não responderam e 3% responderam “qualquer um”.

Quando os pesquisadores apresentaram todos os candidatos, o equilíbrio mostrou-se evidente: Mourão (19%); Eduardo Paes (16%); Marcelo Freixo (14%); Rodrigo Neves (9%); Castro (7%); Felipe Santa Cruz (2%); Renata Souza (2%) e Ganine (1%). Todos os três primeiros colocados perdem para a soma de votos daqueles que disseram não votar em nenhum deles e não sabem ou não responderam, respectivamente 21% e 9%. A pesquisa também procurou saber quem seria o mais rejeitado. 25% vão em Freixo; 24% (Mourão); 20% (Paes); Castro (15%); Santa Cruz (12%); Neves (10%); Ganine (8%). Não votariam em nenhum candidato, 20% e não sabem, não opinaram, 11%.