Prefeita de Silva Jardim afasta médico acusado de omissão

De um lado o vereador Marcelinho Pedreiro, do outro um médico cujo primeiro nome é André, que dá plantão na policlínica municipal de Silva Jardim.

Ambos protagonizaram um bate-boca que quase foi “às vias de fato” no interior da UPA do Município. Marcelinho adentrou o local e filmou com seu celular dezenas de pacientes que aguardavam, segundo ele, há mais de duas horas atendimento médico. Também filmou o consultório vazio e acusou o profissional de saúde de estar dormindo, enquanto os pacientes aguardavam por atendimento.

O vereador encontrou o médico em outra sala e cobrou explicações pela falta de atendimento. O médico, revoltado, retrucou. Disse que havia “trabalhado o dia todo”, que estava, atendendo uma paciente em estado grave e que o vereador estava praticando contra ele assédio moral. A pendenga culminou com o afastamento preventivo do profissional de saúde do cargo e a instauração de um procedimento de investigação sobre a possível omissão de atendimento por parte de André.

De quebra, chamou o vereador de “ladrão de ônibus” e que o parlamentar não tinha condição de “ensinar” como ele, André, procede no trabalho.

Nas filmagens de Marcelinho Pedreiro não há indicação de quando o fato ocorreu, mas dada a abertura do procedimento administrativo de apuração do fato, ordenada pela prefeita Maira Branco no dia 4 de dezembro, depreende-se que o tumulto ocorreu entre os dias 2 e 3 de dezembro.

Nas redes sociais, o vereador teve amplo apoio. “Ser um bom médico não quer dizer que são pagos para dormir. Se quiser dormir, diminuam a carga horária e fiquem em casa”, disse Leandro Marcelo Gomes. Também em favor do vereador, Simone Costa disse que Silva Jardim precisa de vereadores como Marcelinho Pedreiro. “Continue lutando pela população que colocou você nesse trabalho”. Já Ivan da Silva optou em apoiar o médico. “Fiquei internado 14 dias e o Dr. André ficou ao meu lado”.

Artigo anteriorPresidente da Câmara de Casimiro abre os cofres e aumenta assessores parlamentares em 100%
Próximo artigoJUSTIÇA MANDA PROLAGOS LIMPAR BARRAGEM DE JUTURNAÍBA