Quem é que está mentindo sobre os tablets, prefeito?

Tentando desqualificar quem o questionam sobre a demora na entrega dos tablets comprados sem licitação no apagar das luzes de 2021 e pagos a toque de caixa por sua gestão, o prefeito de Casimiro de Abreu, Ramon Gidalte , usou as redes sociais para chamar de mentiroso quem cobra respostas de sua administração sobre o destino dos 6.295 aparelhos pelos quais já foi paga a soma de R$ 7.610.635,00, e para dizer que os dispositivos seriam entregues aos alunos da rede municipal de ensino nos dias 7 e 8 de abril. Vencido o prazo estabelecido por ele, voltaram os questionamentos e as suspeitas de que o governo pagou integralmente a encomenda, sem receber a totalidade comprada, perguntas acrescidas de mais uma: Quem é o mentiroso nessa história, prefeito?

Conforme o Portal Costa do Sol News já revelou em série de matérias sobre o assunto, em dezembro do ano passado a Prefeitura de Casimiro de Abreu comprou – por adesão de uma ata de registro de preços da Prefeitura de Angra dos Reis – 1.765 tablets de uma empresa sediada em Belo Horizonte, e fez o pagamento a toque de caixa, uma despesa no total de R$ 2.133.885,00.

A compra foi confirmada em 28 de dezembro, com a fatura sendo quitada integralmente no dia 30. Em fevereiro surgiram novas notas de empenho em favor da empresa, no total de R$ 5.476.770,00, referentes à compra de mais 4.530 aparelhos, o que elevou a despesa para mais de R$ 7,6 milhões.

Questionada na tarde desta quarta-feira (13) sobre a entrega, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura respondeu que ainda não tem uma data definida, alegando para isso os feriados desta e da outra semana. Mas depois enviou mensagem revelando que a entrega será feita nos dias 19 e 20.

Até então, de certo mesmo só a constatação de que se teve pressa em pagar as faturas emitidas pela Agira Tecnologia Comércio e Serviços que fez a venda dos aparelhos, a gestão do prefeito Ramon Gidalte está demorando muito para fazer a entrega nas escolas e calar os que querem saber onde estão os 6.295 tablets.Veja o video

Artigo anteriorMPF esclarece sobre a paralisação das obras de abertura da Barra Franca em Saquarema
Próximo artigoLocação de ônibus em Silva Jardim está sob suspeita