Turismo: 17 milhões visitaram unidades de conservação federais em 2021

Costão do Atalaia, localizado na Reserva Extrativista Marinha em Arraial do Cabo

O Ministério do Turismo registrou 16,7 milhões de visitas às 145 unidades de conservação federais em 2021. O número é o maior registrado em, pelo menos cinco, anos e supera o cenário pré-pandemia de covid-19. Em 2017, foram registradas 10,7 milhões de visitas.A área de conservação mais visitada foi a Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca, em Santa Catarina, com mais de 7 milhões de registros. O território inclui, por exemplo, as praias dos municípios de Palhoça, Garopaba, Imbituba e Laguna, no litoral sul catarinense.

O segundo local mais visitado é o Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro. Foram 1,7 milhão de visitas. O parque abriga uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno: o Cristo Redentor. É palco da Trilha Transcarioca, pioneira da Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso no país, que compreende em seu percurso pontos como o Pão de Açúcar e a Lagoa Rodrigo de Freitas, que cruza o Rio de Janeiro, saindo da Barra de Guaratiba e chegando ao Morro da Urca.

Antes da pandemia de Covid-19, o Turismo de Natureza vinha registrando crescente interesse dos turistas. Em 2019, as unidades de Conservação federais registraram 15,3 milhões de visitas, um aumento de 24% em relação ao ano anterior, 2018 (12,4 milhões). Já em 2020, mesmo com o fechamento das unidades por seis meses, receberam um número significativo de visitantes: 9,3 milhões, com um crescimento contínuo de visitação até dezembro.

Veja o ranking das dez unidades de conservação mais visitadas:

1º Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca – 7.042.228

2º Parque Nacional da Tijuca – 1.739.666

3º Parque Nacional de Jericoacoara – 1.669.277

4º Parque Nacional da Serra da Bocaina – 718.453

5º Parque Nacional do Iguaçu – 696.380

6º Reserva Extrativista Marinha do Arraial do Cabo – 653.857

7º Área de Proteção Ambiental de Fernando de Noronha – 559.638

8º Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha – 532.988

9º Monumento Natural do Rio São Francisco – 471.705

10º Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais – 334.437 (ABr)

Artigo anteriorManter a alegria e autoestima é o segredo para ser feliz em qualquer idade
Próximo artigoCasimiro de Abreu inicia distribuição de tablets, só não revela quantos dos mais de seis mil aparelhos comprados sem licitação já foram entregues